Blogger templates

23 de mai de 2013

Xbox One, o que mudou?


Hooray, gamers! 

Depois da grande expectativa para o anúncio do novo Xbox vamos a uma pequena análise do que realmente mudou, o que tinha de boato e se concretizou... e se tudo foi realmente executado da forma que os fãs esperavam. E ainda: o que os haters do produto irão achar?!




Conversei com alguns proprietários de XBox ontem, durante o anúncio e depois dele e colhi algumas impressões e comentários que vão ser inseridas em algum momento durante o post que estou escrevendo. 

Vamos começando novamente pelo nome... Ao contrário do que todo mundo achava ou cogitava, o nome acabou sendo outra coisa totalmente diferente e o que acabou “brochando” alguns entusiastas do console. Alguns me disseram que a “grandiosidade” do console não foi bem representada pelo nome, já outros acharam o contrário, que como ele é o primeiro, o melhor, só podia ter essa denominação. =)
Eu ainda acho que Infinity seria bem mais interessante! 


Outra coisa que foi bem discutida foi o design do console. Muito parecido com antigos vídeos-cassetes, o novo console está mais robusto e perdeu as cores e as formas arredondadas já características do produto. Se queriam fazer algo mais sóbrio, erraram feio a mão e acabou sendo mais alvo de piada e de reprovação dos jogadores do que provavelmente eles esperavam. Se fosse pra tentar ser “clássicão” porque não usou o lay-out do primeiro XBox? Ia ficar mais show.



Conforme falado antes, a nova versão do Kinect vai ser o verdadeiro responsável pela experiência oferecida pelo novo console. O aparelho foi aprimorado para captar de forma mais precisa os movimentos de cada usuário, conseguindo até detectar a quantidade de batimentos cardíacos do jogador! Mas isso vai além dos jogos, e tem também a ver com a parte de interatividade com a TV, com a utilização de comandos de voz e sistema próprio para a utilização de comandos físicos com os movimentos das mãos. As funções de TV para game, música ou navegador de internet serão ativadas pela voz. 

Com o Xbox One, a Microsoft reforça sua intenção de elevar o produto a ir além de só um video game, mas sim uma central de entretenimento! Isso significa que o novo console vai ter um espaço ainda maior para a reprodução de programas de televisão a cabo, filmes sob demanda e músicas presentes em seu HD. O destaque fica para o recurso “Snap Mode”, uma aba lateral na tela que permite a realização de tarefas adicionais, como por exemplo, enquanto você vê um filme, pode pausá-lo e usar esse recurso para abrir outra janela, para acessar mais detalhes sobre o filme ou ator da produção ou até realizar uma conversa através do Skype.

Outra novidade apresentada é o sistema “Trending”, que registra informações sobre as atividades que você mais realiza para fornecer recomendações que possam agradá-lo ou o que seus amigos estão curtindo no momento.

Além da conectividade, o aparelho vai trazer mais interatividade, com futuras parcerias que serão feitas com as redes de TV, principalmente aquelas voltadas a jogos esportivos. 



Nada foi falado sobre o IlumiRoom por enquanto... Também houve mudanças no controle, que ganhou um direcional digital modificado e teve sua parte traseira ligeiramente alterada. A intenção principal na mudança é ser um modelo mais ergonômico, mais confortável, facilitar e melhorar a jogabilidade de games que dependem muito de seus gatilhos — além disso, o dispositivo vai contar com uma bateria integrada a seu anterior, dispensando a compra de acessórios adicionais. 



Como deu pra perceber a Microsoft não quis se estender muito nas explicações sobre as especificações do novo console, e divulgou só a casca, só alguns dados básicos sobre o produto.

As especificações técnicas ficaram assim:

· Processador de oito núcleos construído de forma personalizada pela Microsoft;

· GPU: chip com 32 MB de memória;

· Arquitetura nativa de 64-bit;

· 8 GB de memória RAM DDR3;

· HDD de 500 GB para o armazenamento de dados;

· Leitor de Blu-ray e DVD;

· Conexões USB 3.0;

· Conexão Ethernet, compatibilidade com redes 802.11n e WiFi Direct;

· Conexão HDMI (entrada) e HDMI (saída) com suporte a resoluções 1080p e 4K;


Por enquanto nada a mais ou nada menos que o novo PS4, ou seja, como já disseram, a nova geração de consoles terá o poder de fogo semelhantes, as plataformas estão mais balanceadas no que diz respeito a seus hardwares.

A Live também deve passar por uma transformação, como o aumento de servidores, acesso a jogos online, conteúdos por streaming, ferramentas de gravação e edição integradas e sistema de conquistas remodelado e novas ferramentas para compartilhar conteúdos que vão permitir a você divulgar seus momentos de glória nos jogos. A única coisa que não foi divulgada ainda é quanto alguma mudança no sistema de cobrança...

O mais interessante dessa parte da notícia, vai para quem curte o modo multiplayer. O console vai incorporar novos recursos de partida e oferecer novas ferramentas de busca. A própria máquina fará a verificação de quem está jogando e quais as melhores salas disponíveis, e isso, para qualquer jogo que você esteja jogando, ou seja, se você estiver jogando um jogo esportivo e ela achar uma sala melhor, você pode saltar pra ele sem a necessidade de voltar ao menu inicial.

Mas, e o que mais interessa... os jogos?

Durante a apresentação, a Microsoft apresentou os primeiros esquemas para Forza Motorsport 5, que deve chegar junto com o lançamento do console. Também foi apresentado o primeiro trailer de Quantum Break, game inédito do Remedy Studios, desenvolvedora responsável pela criação das séries Max Payne. A Electronic Arts teve um espaço maior na apresentação e entre os títulos que a empresa anunciou estão FIFA 14, Madden NFL, UFC e NBA Live — todas elas com o novo motor gráfico Ignite Engine.

Da parte da Activision, temos Call of Duty: Ghosts, com personagens e trama totalmente novos. O único aspecto que vai continuar inalterado é a exclusividade de um mês para todos os DLCs programados para o jogo. 




Para finalizar, a Microsoft confirmou o investimento em um grande número de jogos, 15 títulos exclusivos confirmados até o momento, 8 deles se tratam de franquias nunca vistas antes. Os jogos são (além dos já citados): Watch Dogs, Thief, Battlefield 4 e Assassin’s Creed 4


A parte chata para galera do pi-pi-pitchu é que todos os títulos do novo Xbox One vão exigir uma instalação para funcionar e eles ficarão atrelados a conta na LIVE do usuário. Dessa forma, o jogo poderá ser aproveitado por só uma pessoa. Se você quizer emprestar para seu amiguinho, o cabra tem que saber que ele terá que desembolsar uma “pequena taxa” à Microsoft para que seja possível instalar seu conteúdo. O valor da taxa não foi divulgado, nem como a empresa se posicionará quanto as locadoras e o mercado de games usados. 

Preço e data de lançamento ainda não foram divulgados e ao que tudo indica, essas informações só devem ser reveladas durante a E3 2013, evento que acontece em junho deste ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentaê

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...